(11)

(11)

Escola de Educação Infantil

Dos 2 aos 5 anos, uma criança passará por inúmeras mudanças e descobertas. Portanto, a escola de educação infantil tem um papel importante no acompanhamento do processo de aquisições de diversas novas habilidades e conhecimentos.

Procurando por escola de educação infantil?

Ao escolher a escola de educação infantil, muitos detalhes devem ser observados. Existem diferentes abordagens pedagógicas no mercado, o que permite definir prioridades e procurar os seguintes aspectos:

  • Ambiente acolhedor e seguro (o que inclui alguns cuidados com a infraestrutura);
  • Profissionais capacitados e experientes, com um programa pedagógico bem definido;
  • Atendimento e suporte aos pais, de preferência, de forma individual, adequando-se a cada criança.

Fundada em 1986, a Escola Afago atende a educação infantil, com turmas de maternal e jardim. O projeto pedagógico leva em consideração questões cognitivas, afetivas e sociais para guiar o aprendizado de forma positiva.

Escola de educação infantil: o primeiro passo para um futuro brilhante

É de conhecimento universal que a educação é de grande importância na formação de crianças, por isso a escola de educação infantil é o primeiro passo dado na vida acadêmica. Inscrever o infante na creche, pré-escola e primário significa guiar o caminho de aprendizado até o ensino superior. Nunca é cedo demais para investir em um bem tão valioso quanto a sabedoria.

Saiba mais sobre o processo educacional seguido por escolas de educação infantil no ABC e os motivos para inscrever seu filho ou filha em uma.

O que é educação infantil?

Educação infantil é um investimento, um investimento no futuro da criança. Matriculando ela na escola, você estará garantindo que está sendo colocado esforço no crescimento e desenvolvimento saudável do filho ou filha, oferecendo instrução acadêmica de qualidade desde os primeiros anos e primeiras palavras.

A educação infantil abrange os conhecimentos da primeira infância (0-6), um período de relevância crucial no desenvolvimento. Esse é o momento em que a criança passa a ter contato com diferentes cores, formatos, sons, cheiros, sabores e texturas pela primeira vez. É um mundo novo para o infante e para os pais também, que podem observar as primeiras interações dele com o meio ambiente que o envolve.

A interação e incentivo dos pais nesse momento de descoberta é crucial, mas para não haver uma sobrecarga ou superproteção entre as descobertas, o equilíbrio é uma peça fundamental na absorção das experiências. Pode-se confiar nos profissionais da escola de educação infantil para apresentar algumas das informações de forma ponderada, criativa e pedagógica.

Quais são os métodos aplicados na escola de educação infantil?

Cada instituição possui o próprio currículo e metodologia aplicada, escolhendo entre as diversas filosofias e técnicas pedagógicas criadas ao longo dos anos. A Escola AFAGO é um dos grandes exemplos de educação infantil de qualidade, crítica, responsável, prezando pela percepção e transformação de cada aluno, respeitando o ritmo singular dele ou dela.

Uma das bases pedagógicas utilizadas na Escola AFAGO é de processos cognitivos, afetivos e sociais. As técnicas foram desenvolvidas e aplicadas para nortear de forma eficiente a aprendizagem de cada criança, garantindo que compreenda a importância da convivência, participação, interação e expressão para lidar com outras crianças. Tratando-se da inteligência emocional, é uma base para um crescimento saudável, entendendo formas de conversar e interagir.

A base pedagógica da Escola AFAGO também abrange o desenvolvimento cognitivo e pessoal. A partir de brincadeiras e lições aplicadas de acordo com a faixa etária, a criança passa a aprender formas, cores e texturas, a coordenação motora e habilidade de pensar logicamente, além de abraçar o autoconhecimento das emoções, limites e personalidade.

Uma das principais vantagens é o Sistema Positivo de ensino, aplicado na Escola AFAGO. Logo, o aluno tem contato com as diversas áreas de conhecimento e tipos de inteligência. Esse sistema respeita a individualidade de cada aluno, abraçando o ritmo e habilidades de todos desde o princípio.

São utilizadas diferentes linguagens para construir o significado de conhecimento e aprendizado. Assim, a criança desenvolve de forma apropriada e equilibrada a linguagem corporal, oral, escrita, plástica, musical, matemática, entre outras que podem ser aprimoradas conforme ela cresce.

Como os alunos são separados?

Na escola de educação infantil, os matriculados são agrupados conforme a faixa etária, ou seja, a idade cronológica. As turmas podem ser divididas através das seguintes nomenclaturas:

  • maternal I: a partir dos 2 anos, os alunos continuam desenvolvendo as habilidades cognitivas de coordenação motora praticadas na creche, incluindo nas aulas complementares a Educação Física, Musicalização e Dança;
  • maternal II: a partir dos 3 anos, visando continuar a evolução da criança são adicionadas às aulas complementares de Educação Física, Inglês, Ballet, Judô, Musicalização e Dança;
  • jardim I: a partir dos 4 anos, o currículo pedagógico as mesmas aulas complementares das turmas anteriores, mudando as técnicas para se adaptarem às habilidades desenvolvidas;
  • jardim II: a partir dos 5 anos, novamente o currículo de aulas complementares se mantém o mesmo, adaptando técnicas para as habilidades adquiridas no ano anterior;

Desta forma, a criança continua sempre se desenvolvendo de forma gradativa e saudável, pois os professores respeitam o ritmo de crescimento e evolução. Cada aluno tem uma forma particular de aprender e isso deve ser abraçado ao longo de todo o desenvolvimento.

Toda criança tem o próprio ritmo de aprendizagem e personalidade, por isso respeite o tempo dela e ela respeitará a si mesma, sem pressão desnecessária.

Quais atividades podem ser desenvolvidas em casa também?

O desenvolvimento da criança deve ser feito dentro da escola de educação infantil, mas também é fundamental que aconteça dentro de casa, funcionando como uma parceria entre pais e professores em prol do próprio aluno. Logo, determinados exercícios e atividades podem ser feitas na própria residência:

  • artesanato: brinquedos e jogos construídos e feitos manualmente com objetos recicláveis, ajudam a complementar a criatividade e coordenação motora da criança, que estará em contato com materiais de papelaria que se tornarão um objeto lúdico quando finalizado;
  • quebra-cabeça: o quebra-cabeça é uma ferramenta importante para o pensamento lógico, coordenação motora, percepção visual e memória;
  • pintura com guache: o uso da tinta guache auxilia no incentivo da criatividade da criança, além da coordenação motora e capacidade de observação e percepção de espaço;
  • massinha de modelar: mexer com massa de modelar auxilia na coordenação motora, criando formas e personagens para o brinquedo colorido e maleável, dando asas à imaginação. Além do mais, existem receitas online de massinhas comestíveis que ajudam a ensinar e na percepção dos cinco sentidos (tato, audição, olfato, visão e paladar);
  • pular corda: exercício físico é importante em qualquer idade, para crianças mais velhas pular corda é uma distração que influencia no desenvolvimento da coordenação motora;

Durante os primeiros anos da infância, as lições precisam ser o mais lúdicas possível, aliando as descobertas e aprendizados à diversão e brincadeiras. Disciplina tem um significado muito amplo, mas é um conceito facilmente assimilado pelas crianças. Contudo, elas só vão de fato sentir as implicações acadêmicas durante o Ensino Fundamental, quando passam a ler e escrever com maior frequência e segurança. O gosto pelo conhecimento e aprendizado deve ser incentivado desde cedo, pois só assim vão conseguir essa segurança tão necessária futuramente.

.